A pesquisadora Cintia Miyaji, coordenadora do Núcleo Acadêmico Unimonte (Centro Universitário Monte Serrat, de Santos), faz um alerta, lembrando que o futuro da pesca depende de medidas adequadas de gestão e manejo que devem ser implementadas já. As declarações foram feitas em entrevista à revista Página 22: “No âmbito global, os estoques pesqueiros marinhos vêm sofrendo uma pressão crescente nas últimas décadas, e os dados mais atuais publicados pela FAO (Food and Agriculture Organization of the United Nations), com base em dados de avaliação de estoques, indicam que mais de 30% dos estoques pesqueiros encontram-se em níveis de sobrepesca, ou seja, estão sendo explotados além do nível biologicamente sustentável”, diz. Cintia também critica a falta de informações sobre pesca no Brasil e cita o trabalho da Oceana e da Rare

Confira aqui a íntegra da entrevista. 

A seguir:

Salmão consumido no Brasil pode ser prejudicial à saúde

Ler próximo artigo