Os oceanos pedem ajuda!



14 Dezembro 2016

A Oceana lança campanha para sensibilizar gestores responsáveis pela pesca no Brasil. A intenção é que seja retomada a coleta, análise e divulgação de dados sobre a pesca extrativa marinha.

Participe! Acesse a campanha pelo Facebook, Twitter ou Youtube.

Desde 2008, não há coleta sistemática em nível nacional. A total falta de informações não permite saber quem pesca, quanto, onde e quando se pesca nos mares do Brasil. Nem mesmo o número de barcos em atividade é conhecido.

Para Monica Peres, bióloga marinha diretora geral da Oceana no Brasil, essa realidade cria graves problemas para os oceanos e para a pesca no país. “Essa é uma atividade que não precisa de licenciamento ambiental ou análise de risco. Precisamos, no mínimo, ter dados confiáveis sobre essa atividade para viabilizar uma gestão adequada. Sem informações e pesquisa, não sabemos quais espécies estão em condições saudáveis e quais estão sobrepescadas. Estamos explorando a vida marinha às cegas. Isso pode gerar enormes prejuízos ambientais e socioeconômicos, podendo significar inclusive que estamos plantando o colapso de pescarias comercialmente importantes.”

Monica sustenta que, além de permitir o manejo das pescarias, a compilação, a análise e a divulgação dos dados de pesca são a única forma da sociedade se conscientizar da importância dos recursos marinhos no Brasil. “Os peixes e outros animais marinhos são nosso bem comum. Cuidar deles é um dever de todos, mas cabe ao governo estruturar um sistema adequado e transparente de informações para subsidiar o manejo da pesca, já que o recurso natural é de todos, dos que pescam e dos que não pescam.”

 

Campanha

A campanha publicitária, desenvolvida pela Agência Escala, conta com um filme, veiculado em portais digitais e nas plataformas sociais da Oceana. No filme, os peixes e os oceanos utilizam uma forma icônica de comunicação no mar para enviar aos humanos um pedido de socorro: mensagem na garrafa.

A ação pretende mobilizar a população a enviar mensagens para os ministros da Agricultura, Blairo Maggi; e do Meio Ambiente, José Sarney Filho, responsáveis pela gestão compartilhada da pesca no Brasil. As mensagens aos ministros poderão ser enviadas pelo Facebook, pelo Twitter, ou em hotsite produzido exclusivamente para a ação, cujo endereço na web é www.oceanopedeajuda.com.br .

A íntegra da mensagem que cada pessoa que aderir à campanha enviará aos ministros é:

 

Pela transparência nos dados da pesca no Brasil

 

Sr. Ministro,

 

Os dados sobre a pesca são essenciais para a gestão sustentável dos mares e para a manutenção da atividade pesqueira a longo prazo. Esses dados precisam ser coletados, analisados e divulgados, para sabermos o quê e quanto pescamos e para termos certeza de quanto podemos pescar sem comprometer os estoques. Com essas informações, o governo poderá desenvolver politicas adequadas. Os peixes e os invertebrados aquáticos são um bem comum. Cuidar deles é um dever de todos. A manutenção de milhares de empregos na pesca e a garantia de alimento saudável ao longo das gerações depende da sua atuação.

Os peixes, os oceanos e nós todos contamos com o senhor.

 

Mais informações:

João Ferrer – 61 9 9673 2077

Warner Bento Filho – 61 9 9959 8031