Cientistas analisam estratégias para Plano de Pesca Sustentável da Tainha



19 Março 2018

 Foto: Matias Quinteros

Nos dias 13 e 14 de março, o coordenador técnico da Oceana no Brasil, Martin Dias, participou da Reunião do Subcomitê Científico que assessora o Comitê Permanente de Gestão do Uso Sustentável dos Recursos Pesqueiros (CPG) Pelágicos Sudeste e Sul. Na pauta da reunião constaram propostas de diversas instituições com o intuito de ajustar e/ou modificar o Plano de Gestão de Pesca da Tainha.

A Oceana defende que, independente do modelo a ser adotado, é preciso que ele seja construído com bases científicas para assegurar a pesca sustentável. Na ocasião, foram apresentados os resultados da avaliação de estoque de Tainha realizada pela Oceana em 2018 com o intuito de apoiar a revisão do plano.

Dias apresentou ainda a proposta do uso de cotas de captura (quantidades em quilos que podem ser pescadas por temporada) como sendo uma estratégia eficiente para garantir a atividade econômica e preservação ambiental. Outras estratégias em pauta, como o controle do esforço (limitação de frota/embarcações durante a temporada de pesca) podem não garantir a pesca sustentável da Tainha.