Apresentações e materiais do I Simpósio Internacional sobre Manejo de Pesca Marinha no Brasil

O I Simpósio Internacional sobre Manejo de Pesca Marinha no Brasil: Desafios e Oportunidades foi organizado pela Oceana e realizado entre os dias 06 a 08 de julho de 2015 em Brasília, na CET/CNTC. O evento contou com a presença de especialistas nacionais e internacionais que apresentaram uma visão atualizada dos desafios da gestão pesqueira no Brasil. Os participantes compartilharam experiências, estudos e exemplos de modelos e ferramentas de manejo da pesca que têm gerado bons resultados na recuperação de estoques e no rendimento econômico das pescarias em outros países. O Simpósio reuniu também representantes do governo, da sociedade civil organizada e do setor produtivo artesanal e industrial que discutiram as possibilidades de adaptação e aplicação desses modelos e ferramentas no Brasil.

Foram abordados assuntos como:

- A situação da pesca marinha no Brasil e no mundo;

- Exemplos bem sucedidos de implementação de sistemas de gestão da pesca em outros países;

- Utilização de ferramentas econômicas de manejo, como limite máximo de captura e outros tipos de cotas e territórios de pesca.

Veja aqui a programação completa do evento.

Assista aqui ao vídeo Oceana convida para o Simpósio Internacional sobre Manejo de Pesca.

 

Assista abaixo os vídeos das palestras e acesse as apresentações feitas por cada palestrante durante o Simpósio:

 

ABERTURA - Segunda-feira, 07 de Julho 2015

Dra. Mônica Peres, Oceana; Dr. Fabio Hazin, Secretário de Planejamento e Ordenamento da Pesca, Ministério da Pesca e Aquicultura; Ana Cristina Barros, Secretária de Biodiversidade e Florestas, Ministério do Meio Ambiente.

Assista aqui.

 

1º DIA - Terça-feira, 07 de Julho 2015

MANHÃ - A SITUAÇÃO DA PESCA E SEUS DESAFIOS

Dr. Daniel Pauly (UBC, Canadá) - A situação da pesca ao redor do mundo

O Dr. Daniel Pauly é um dos mais renomados pesquisadores na área de pesca do mundo. Atualmente, Dr. Pauly é professor da Universidade de British Columbia e Diretor do projeto Sea Around Us (em português: O mar ao nosso redor), que visa estudar e promover políticas de mitigação dos impactos nocivos da pesca nos ecossistemas marinhos do mundo. Ele é também integrante do Conselho Diretor da Oceana, onde faz recomendações a organização sobre assuntos relacionados a estratégias de conservação marinha. A grande influência acadêmica do Dr. Pauly na área de avaliação dos efeitos da pesca é evidente em seu currículo, que conta com mais de 500 publicações científicas, incluindo diversos artigos nas renomadas revistas Nature e Science e quase 50.000 citações de sua produção científica. Dr. Pauly também desenvolveu a enciclopédia global online de peixes Fishbase (que é uma referencial acadêmica mundial), o SeaLifeBase (enciclopédia global online de organismos Marinhos), além do software de modelagem Ecopath.

Assista ao vídeo da palestra aqui.

 

Dra. Beatrice Padovani Ferreira (UFPE, Brasil) - A situação da pesca artesanal no Brasil

Dra. Beatrice Ferreira possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Santa Úrsula (1983), mestrado em Oceanografia Biológica pela Universidade Federal do Rio Grande (1988) e doutorado em Marine Biology pela James Cook University of North Queensland (1993). Atualmente é professora adjunto do Departamento de Oceanografia da Universidade Federal de Pernambuco. Tem experiência na área de Oceanografia, com ênfase em dinâmica populacional, atuando principalmente nos seguintes temas: recifes de coral, reservas marinhas, dinâmica populacional, ictiofauna recifal e pesca artesanal. (Fonte: Plataforma Lattes)

Assista ao vídeo da palestra aqui.

Veja a apresentação: A Pesca Artesanal no Brasil: Características, Conflitos e Perspectivas

 

Dr. Paulo Pezzuto (UNIVALI, Brasil) - A situação da pesca industrial no Brasil

Dr. Pezzuto possui graduação em Oceanologia pela Fundação Universidade Federal do Rio Grande (1991), mestrado em Oceanografia Biológica pela Fundação Universidade Federal do Rio Grande (1993), doutorado em Zoologia pela Universidade Federal do Paraná (2001) e especialização em Gerência de Projetos pela Universidade do Vale do Itajaí (2011). Desde 1994 é professor/pesquisador da Universidade do Vale do Itajaí atuando junto aos cursos de graduação em Oceanografia e de Mestrado e Doutorado em Ciência e Tecnologia Ambiental. Tem experiência nas áreas de Oceanografia Biológica e Recursos Pesqueiros Marinhos, atuando principalmente nos seguintes temas: ecologia e biologia populacional de invertebrados bentônicos, avaliação de estoques, estatística pesqueira, dinâmica da pesca e manejo pesqueiro em ambientes costeiros, de plataforma continental e de talude. (Fonte: Plataforma Lattes)

Assista ao vídeo da palestra aqui.

Veja a apresentação: A situação da pesca industrial no Brasil

 

Dr. Fabio Hazin (MPA, Brasil)

Dr. Fábio Hazin possui graduação em Engenharia de Pesca pela Universidade Federal Rural de Pernambuco - UFRPE (1987); Mestrado (1991) e Doutorado (1994) em Marine Science and Technology/ Fisheries Oceanography, na Tokyo University of Marine Science and Technology; Pós-doutorado em Avaliação de Estoques de Recursos Pesqueiros Pelágicos Migratórios, no Southeast Fisheries Sience Center/NMFS/NOAA, Miami- EUA (2002); e especialização em Direito Internacional do Mar (2010), pela Rhodes Academy (Center for Oceans Law and Policy/University of Virginia School of Law; the Aegean Institute of the Law of the Sea and Maritime Law; the Law of the Sea Institute of Iceland; the Max Planck Institute; and the Netherlands Institute for the Law of the Sea). Atualmente é Secretário de Planejamento e Ordenamento da Pesca do Ministério da Pesca e Aquicultura e Presidente do Comitê de Pesca da FAO/ONU. (Fonte: Plataforma Lattes)

Assista aos vídeos da palestra aqui: parte 1 (com participação de José Augusto Aragão, do MPA) e parte 2.

Veja a apresentação: Gestão do Uso dos Recursos Pesqueiros no Brasil: Estatística & Monitoramento, Pesquisa e Ordenamento

 

Ugo Vercillo (MMA, Brasil) - Principais desafios para a conservação da biodiversidade marinha no Brasil

Ugo Vercillo é graduado em Ciências Biológicas pela UnB (2002) com especialidade em Gestão Ambiental pela UFSCAR. Analista Ambiental desde 2003 atuou no IBAMA como Autoridade Administrativa CITES e Coordenador de Manejo de Fauna na Natureza. No Instituto Chico Mendes (ICMBio) atuou como Coordenador-geral de Pesquisa e Coordenador-geral de Manejo para Conservação. Atualmente é Diretor na Secretaria de Biodiversidade e Florestas (MMA). Atua na conservação da fauna silvestre e desempenha função com Autoridade Científica CITES. (Fonte: Plataforma Lattes)

Assista ao vídeo da palestra aqui.

Veja a apresentação: Principais Desafios para a Conservação da Biodiversidade Marinha no Brasil

 

TARDE - EXEMPLOS DE PAÍSES COM BOAS PRÁTICAS EM SISTEMAS DE GESTÃO DA PESCA

Dr. David Smith (CSIRO, Austrália) - A gestão pesqueira na Austrália: experiências e dificuldades

O Dr. David Smith é um dos principais pesquisadores na área de pesca na Austrália. Ele é pesquisador titular do CSIRO (Commonwealth Scientific and Industrial Research Organization; em português: Organização de Pesquisa Científica e Industrial da Austrália) onde atua na área de avaliação e manejo de recursos pesqueiros. Dr. David liderou o projeto de Sustentabilidade dos Ecossistemas Marinhos e Recursos Vivos (Sustainable Ocean Ecosystems and Living Resources), que fez parte do Programa Nacional de Pesquisa dos Oceanos da Australia (National Research Flagships). Ele também liderou o corpo técnico que assessorou o Governo Australiano no desenvolvimento de uma estratégia nacional de pesca com o objetivo de garantir a recuperação dos estoques sobrexplotados e explotação em níveis ecológica e economicamente sustentáveis. Dr. David esteve ainda envolvido no desenvolvimento de uma metodologia de avaliação de risco do efeito da pesca, além do sistema Atlantis de modelagem ecossistêmica.

Assista ao vídeo da palestra aqui.

Veja a apresentação: Fisheries Management in Australia: Experience and Issues

Resumo/abstract

 

Dr. Steven Murawski (USF, EUA) - A gestão pesqueira nos Estados Unidos: História, Instrumentos Legais e Performance

Dr. Steven Murawski é professor da Universidade do Sul da Florida onde desenvolve programas interdisciplinares de pesquisa sobre como a recuperação de estoques e ecossistemas podem ser estruturadas para gerar benefícios em longo prazo. Sua linha de pesquisa envolve também o desenvolvimento de metodologias de avaliação de estoques de peixes, incluindo componentes sóciais como comportamento de escolha de pescadores. Além de experiência acadêmica, o Dr. Murawski atuou por seis anos como diretor científico do Serviço Nacional de Ordenamento de Pesca da NOAA nos Estados Unidos (National Oceanic and Atmospheric Administration, em português: Administração Nacional dos Oceanos e Atmosfera). Atualmente ele está envolvido em diversas atividades internacionais relacionadas ao manejo de pescarias, tendo recentemente atuado como vice-presidente do ICES (International Council for the Exploration of the Seas, em português: Conselho Internacional para a Exploração dos Mares), onde também atuou como representante dos Estados Unidos, além de diversos comitês e programas de manejo de pesca internacionais.

Assista ao vídeo da palestra aqui.

Veja a apresentação: The Fisheries Management Experience in the United States: History, Legal Instruments and Performance

Resumo/abstract

 

Sr. Johán Williams (Ministério da Pesca,  Noruega) - O manejo da pesca na Noruega

Johán Williams é diretor especialista do Departamento de Pesca e Aquicultura do Ministério de Pesca da Noruega. Durante os anos iniciais de sua carreira, Johán adquiriu ampla experiência na indústria pesqueira, trabalhando tanto como pescador quanto como pesquisador. Johán é também Presidente da NEAFC (North Atlantic Fisheries Commission, em português: Comissão de Pesca do Nordeste do Atlântico), e entre 2012 e 2014 foi Diretor da COFI-3 (Committee of Fisheries; em português: Comitê de Pesca) da FAO (FAO; em português: Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura). Em 1995, ele liderou as delegações Norueguesas em diversas reuniões da FAO/COFI sobre a definição de cotas de pesca. Além disso, Johán tem atuado internacionalmente como consultor, e entre 2004 e 2012 assessorou o governo do Vietnam na implementação de uma nova legislação de pesca.

Assista ao vídeo da palestra aqui.

Veja a apresentação: Fisheries Management: looking for the answer - Norway Case Story

Resumo/abstract

 

2º DIA - Quarta-feira, 08 de Julho 2015

MANHÃ - PLANOS DE MANEJO E RECUPERAÇÃO

Dr. Daniel Pauly (UBC, Canadá) - A Solução da pesca marinha ao redor do mundo II: soluções para o Brasil e para o mundo

Assista ao vídeo da palestra aqui.

Veja a apresentação: The State of the World Marine Fisheries (II): Solutions for the World and Brazil

 

Dr. Steven Murawski (USF,EUA) - Desenvolvimento e conteúdo de plano de recuperação e planos de manejo: O que funciona?

Assista ao vídeo da palestra aqui.

Veja a apresentação: Development and Content of Stock Rebuilding Plans: What Works?

Resumo/abstract

 

Dr. David Smith (CSIRO, Austrália) - Aplicações de Estratégias de explotação e Avaliações de Risco Ecológico para os efeitos da Pesca (ERAEF) nas pescarias da Austrália

Assista ao vídeo da palestra aqui.

Veja a apresentação: Experience with Harvest Strategies and ERAEF in Australia

Resumo/abstract

 

TARDE - INSTRUMENTOS PARA O MANEJO DA PESCA

Dr. Mike Hirshfield (Oceana, EUA) - Cotas de pesca: o que são e como funcionam

Dr. Hirshfield é o cientista chefe da Oceana onde é responsável por supervisionar as atividades de campanha da organização, além de garantir que essas estão baseadas em informações científicas atuais e de qualidade. Ele tem ampla experiência científica nas áreas de ordenamento de pesca, biologia marinha, manjo pesqueiro com enfoque ecossistêmico, além de ter atuado por muitos anos na área de políticas públicas. Entre 1995 e 1996, o Dr. Hirshfield foi diretor do Programa de Proteção dos Ecossistemas do Centro de Conservação Marinha em Washington, D.C, Estados Unidos. Anteriormente, ele trabalhou por sete anos no Departamento de Recursos Naturais de Maryland, EUA e foi diretor da Academia de Ciências Naturais do Laboratório de Pesquisa Estuarina da Filadélfia.

Assista ao vídeo da palestra aqui.

Veja a apresentação: What are fishing quotas and why do we like them?

Resumo/abstract

 

Sr. Johán H. Williams (Ministério da Pesca, Noruega) - Cotas (o exemplo Norueguês)

Assista ao vídeo da palestra aqui.

Veja a apresentação: Quotas - Setting and Sharing A North East Atlantic Gordic Knot

Resumo/abstract

 

Dra. Miriam Fernandez (PUC, Chile) - Territórios de pesca (TURFs) em pescarias marinhas, o exemplo do chile

A Dra. Miriam Fernandez é diretora do curso de biologia marinha e professora do departamento de ecologia da Universidade Católica do Chile. A pesquisa da Dra. Fernandez se baseia em duas linhas principais: 1) a história de vida de invertebrados marinhos; e 2) a ecologia aplicada ao manejo de recursos pesqueiros e conservação marinha. Seus projetos atuais focam na distribuição latitudinal das estratégias de desenvolvimento de invertebrados marinhos e as consequências de seus potenciais de dispersão na conservação desses recursos. Sua pesquisa foca também na compreensão do contexto evolutivo que favoreceu a enorme diversidade de estratégias de desenvolvimento que se observa nos invertebrados marinhos. Em colaboração direta com pescadores, sua pesquisa visa estudar alternativas de manejo e modelos de conservação que incluam a preservação e gestão de áreas em um sistema interconectado de áreas marinhas protegidas.

Assista ao vídeo da palestra aqui.

Veja a apresentação: TURFs in marine fisheries: the experience of co-management of the Chilean artisanal benthic fisheries

 

Dr. Jose Angel Alvarez Perez

Jose Angel Alvarez Perez possui graduação em Oceanologia pela Universidade Federal do Rio Grande (1986), mestrado em Oceanografia Biológica pela Universidade Federal do Rio Grande (1990) e doutorado em Biology - Dalhousie University (1995). Atualmente é professor/pesquisador da Universidade do Vale do Itajaí. Tem experiência na área de Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca, com ênfase em Avaliação de Estoques Pesqueiros Marinhos, atuando principalmente nos seguintes temas: biologia e ecologia de Cephalopoda, diversidade e ecologia do mar profundo e pesca profunda.

Assista ao vídeo da palestra aqui.

Veja a apresentação: Gestão da Pesca Demersal de Profundidade no Brasil