Aves

Gaivota

Larus dominicanus

Distribuição

Região Tropical e polar do Hemisfério Sul

Habitat

Ambientes costeiros, faz ninhos em costões rochosos

Alimentação

se alimentam de uma diversidade de espécies: peixes, moluscos, répteis, anfíbios, equinodermos, pequenos mamíferos, aves e frutas

Status de conservação

Pouco Preocupante (IUCN)

Taxonomia

Ordem Charadriiformes, Família Laridae

Compartilhar

Facebook Twitter Pinterest Google+

O gaivotão é uma das 55 espécies de gaivotas do mundo. Ele vive em todas as latitudes do Hemisfério Sul e é muito abundante em toda a sua distribuição. É a maior gaivota que habita o Brasil, alcançando cerca de 58 centímetros da cabeça à cauda, e pesa em torno de 1,3 kg. No período de março a junho se deslocam para ilhas, onde constroem ninhos e tem os seus filhotes. Os filhotes crescem rápido e com apenas 30 dias já estão prontos para voar.  Esta e outras espécies são afetadas pela poluição de óleo e plástico no mar, por doenças e  interações com cabos da pesca de arrasto. No entanto, devido ao seu hábito alimentar oportunista, generalista e por sua grande capacidade competitiva, essa espécie experimentou grande expansão populacional, causando o deslocamento de diversas outras espécies de aves e mamíferos marinhos de seus sítios reprodutivos. Estas características fazem com que muitos pesquisadores a considerem como uma praga nos ambientes costeiros.