Aves

Pinguim-de-magalhães

Sphenicus magellanicus

Distribuição

Costa do Chile no Pacífico e costa da Argentina, Uruguai e Brasil no Atlântico

Habitat

Alimentam-se nos oceanos e se reproduzem em uma variedade de ilhas e habitats costeiros

Alimentação

Peixes, lulas, krill e outros crustáceos

Status de conservação

Quase ameaçada (IUCN)

Taxonomia

Ordem Spheniciforme, Família Sphenicidae

Compartilhar

Facebook Twitter Pinterest Google+

O pinguim-de-magalhães é uma ave de médio porte, atinge até 75 cm e 6 kg. Se reproduz em colônias numerosas distribuídas pela Argentina, Ilhas Falkland (Malvinas) e Chile, realizando anualmente movimentos migratórios sazonais para o Brasil e Uruguai. Durante a época de reprodução, que vai de Setembro a Fevereiro, os pinguins-de-magalhães formam casais monogâmicos que partilham a incubação e cuidados parentais. A fêmea põe dois ovos, incubando-os durante 40 dias.  Atualmente a espécies encontra-se em declínio populacional, tendo como principais causas a redução na abundância de presas devido à pesca comercial, mudanças climáticas e contaminação por óleo.