Sam Waterston

Conselho Diretor

Como membro do Conselho Diretor da Oceana, Waterston traz para a organização uma riqueza de talento e recursos em apoio ao enfoque programático e à missão da Oceana.

"Eu amei o oceano toda a minha vida", explicou Waterston. "Como um nativo da Nova Inglaterra, pude ver os efeitos desagradáveis ​​do colapso de pescarias sobre a vida de cidades costeiras. Os cientistas alertam que, se não fizermos nada, o mundo irá caminhar para o colapso global da pesca em meados deste século. Mas essa calamidade de proporções gigantescas ainda pode ser evitada. A hora de agir é agora. É por isso que eu estou muito feliz de estar trabalhando com uma organização tão eficaz como a Oceana".

Waterston nasceu em 1940 em Cambridge, Massachusetts, onde seu pai era um professor de línguas e sua mãe, pintora. Ele frequentou escolas preparatórias, como Brooks e Groton, antes de ganhar uma bolsa de estudos para a Universidade de Yale, onde se graduou Bacharel em Artes, em 1962. Naquele ano, Waterston fez sua estreia em Nova York, no Teatro Phoenix, na peça “Oh Dad, Poor Dad, Mama's Hung You in the Closet and I'm Feelin' So Sad”.

Nas quatro décadas seguintes, a carreira de Waterston foi marcada por inúmeros trabalhos no cinema e na televisão, além de retornos frequentes aos palcos. Sua sala de troféus inclui prêmios de televisão como Emmy, Globo de Ouro e Screen Actors Guild, além de prêmios de teatro, como OBIE e Drama Desk. Também teve uma indicação ao Oscar por seu papel como jornalista Sydney Schanberg, no filme "The Killing Fields", em 1984, e seis indicações ao Emmy por seus papéis em "I’ll Fly Away" e "Law & Order".

"Estamos muito gratos pela ajuda do Sam", observou o Diretor-Executivo da Oceana, Andrew Sharpless. "Ele está realmente envolvido e tem acompanhado de perto os relatórios científicos sobre o rápido esgotamento da vida em nossos oceanos. Todo mundo o reconhece e confia nele. Ele vai ser uma grande ajuda para nossas campanhas visando tirar os oceanos da beira de um irreversível colapso”.