Camilla Valadares

Coordenadora de Comunicação
Quadro de Funcionários da Oceana no Brasil

Desde criança, documentários sobre ecossistemas marinhos sempre me encantaram. Lembro de passar horas assistindo programas na TV pública sobre as diferentes espécies. É um universo que me toca e inspira profundamente. É por isso também que fazer parte do time da Oceana é uma oportunidade que agregou não só à minha jornada profissional, mas especialmente pessoal.

O impacto da mídia na minha vida não ficou isolado na infância. Sou jornalista e publicitária. Passei 16 anos realizando assessoria de comunicação para diferentes tipos de entidades, abordando os mais diferentes temas. Tive a chance de trabalhar com governos, empresas e ONGs. Pude aprender sobre direitos humanos, sustentabilidade, responsabilidade social e sobretudo sobre como os diferentes atores sociais precisam trabalhar juntos para construir um mundo melhor.

Ter um mundo melhor pressupõe melhorar a convivência da humanidade com o mar. Acreditando nisso entrei para o time da Oceana. Para colaborar com sua missão e aprender como diferentes povos estão transformando essa relação.

Durante minha experiência no Ministério do Meio Ambiente pude conhecer melhor os desafios para a humanidade aprender a conviver de forma respeitosa com a natureza. Avançamos muito, mas ainda falta um longo percurso. Os oceanos são um desafio especial para o Brasil. A proporção continental e a imensa costa expõem o tamanho da missão da Oceana no Brasil. Proteger os ecossistemas marinhos é essencial para a existência humana e passa necessariamente pela inclusão social e entendimento do valor econômico agregado à relação dos homens com os oceanos.

Minha jornada de vida foi marcada pelo entendimento do papel fundamental da comunicação na transformação do mundo. É preciso engajar pessoas, governos e empresas em causas, mostrar seus pontos de vista, democratizar debates e efetivamente provocar a mudança.