A Oceana celebrou o Dia Mundial dos Oceanos (8/6) com atividades de divulgação científica e mutirão de limpeza de praia no litoral norte de São Paulo. As ações reuniram organizações que trabalham pela conservação marinha, com o objetivo de conscientizar a população sobre o impacto humano nos mares.

Lara Iwanicki Lara Iwanicki, cientista marinha da Oceana, no Aquário de Ubatuba/SP

PESCA SUSTENTÁVEL

A nossa cientista marinha Lara Iwanicki, ministrou na quarta-feira (5/6), a palestra “Papel da Gestão Pesqueira para a Conservação Marinha” no Aquário de Ubatuba/SP. O ordenamento da pesca com base em dados científicos reduz a ilegalidade, protege ecossistemas e garante o futuro da atividade econômica. 

Lixo encontrado pela cientista marinha Lara Iwanicki na orla do Itaguá, Ubatuba/SP

LIMPEZA DE PRAIA

No sábado (8/6), a Oceana participou do mutirão de limpeza de praia, promovido pelo Projeto Tamar, Aquário de Ubatuba e Instituto Argonauta, em Ubatuba/SP. O ato reuniu centenas de pessoas de todas as idades para alertar sobre os impactos do lixo deixado na praia. Em uma hora de coleta, foram recolhidos 377,72 Kg de resíduos. Bitucas de cigarro, canudos e outros materiais plásticos compunham a maior parte do lixo encontrado pela equipe da Oceana na orla do Itaguá.

Rodrigo ClaudinoRodrigo Claudino/Oceana e Alexander Turra/Instituto Oceanográfico da USP (IOUSP) 

PESCA DA TAINHA

A Oceana participou da Semana do Mar promovida pela Scientific American e Instituto Oceanográfico da USP, no SESC Pinheiros, em São Paulo. O nosso coordenador técnico Rodrigo Claudino debateu sobre a pesca da tainha. A Oceana defende a gestão dessa pescaria com base científica para proteger a espécie e garantir a continuidade da atividade de forma sustentável.  

A seguir:

Transparência fortalece gestão pesqueira e protege os oceanos

Ler próximo artigo