O papel de cada um na batalha contra a pandemia do novo coronavírus



30 Março 2020

Vivemos um momento muito difícil com a pandemia provocada pelo novo Coronavírus (COVID-19). A emergência nos levou a mudar nossas rotinas e planos, ao mesmo tempo que nos faz unir forças para enfrentarmos essa batalha.

Gostaríamos que todos soubessem que a Oceana está nessa luta e nossos pensamentos estão voltados para os sofrem com essa situação. Esperamos que você e os seus estejam bem e protegidos.

Adotamos medidas práticas para ajudar a reduzir a contaminação pelo vírus. Adiamos eventos, cancelamos viagens, os membros da nossa equipe estão trabalhando de suas casas e estamos realizando pela internet todas as reuniões que podemos fazer virtualmente.

Da mesma forma, queremos que você, seus amigos e equipes de trabalho se mantenham seguros. Recomendamos que sigam as orientações das autoridades competentes de evitar aglomerações e tentar ficar em casa, saindo apenas quando extremamente necessário.

Agora é importante ter em mente que cada um de nós não é apenas vulnerável à infecção, mas também um possível vetor de contaminação. Muitas pessoas sem sintomas, mas portadoras do vírus, estão transmitindo o COVID-19 e, em muitos casos, levando a doença para as pessoas mais vulneráveis que podem não se recuperar.

Entendemos que o isolamento hoje é físico e que graças às tecnologias podemos nos manter unidos por meio virtual. Mas precisamos nos lembrar de todos aqueles que estão à margem do acesso a essa alternativa. Também por essa razão é preciso evitar a circulação em locais públicos, precisamos reduzir a propagação do vírus e protegê-los, bem como apoiar aqueles que, neste momento, estão cuidando de quem tem menos acesso à saúde ou está em condição social desfavorável.

Confira páginas com informações oficiais e confiáveis sobre a pandemia:

Organização Mundial da Saúde (OMS)

Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS)

Ministério da Saúde do Brasil

Outro grande obstáculo que enfrentamos nessa pandemia é o volume de informações falsas (boatos, fake news) que circulam especialmente pela internet. É muito importante saber a origem do conteúdo que recebemos e ter certeza de que a fonte do dado ou recomendação é oficial. Mensagens falsas podem levar as pessoas à adotarem medidas erradas, aumentar a contaminação e proliferar a doença. Se cada um de nós evitar o compartilhamento de mensagens às quais não temos certeza da veracidade, podemos reduzir muito a circulação de conteúdos falsos e assim aumentar a rede de proteção.

Confira páginas especializadas em verificação de informações que podem ajudar a identificar boatos:

E-farsas

Boatos.org

Fatos & Boatos

G1 – Fato ou Fake

Saúde sem fake news

Convidamos ainda toda a população a acompanhar nossos canais nas mídias sociais, onde temos buscado ajudar no enfrentamento desta crise, seja por meio de recomendações, dicas sobre como evitar fake news e até mesmo entretenimento.

Endereços dos canais da Oceana

Facebook.com/oceanabrasil

Instagram.com/oceanabrasil

Twitter.com/oceanabrasil

Entendemos que passado esse momento, precisaremos mais do que nunca de ecossistemas saudáveis por toda importância ambiental que possuem, inclusive como fonte de alimento. Por essa razão, seguimos engajados na proteção do meio marinho e na promoção da pesca sustentável, alocando nossos esforços hoje no desenvolvimento de estudos e pesquisas.

Essa batalha só será vencida se nossos governantes adotarem medidas baseadas em dados científicos e com transparência das informações. A base científica para tomada de decisão e a transparência são princípios que fundamentam a atuação da Oceana.

Deixamos aqui ainda nosso apoio e agradecimento a todos os profissionais das áreas de pesquisa, saúde e comunicação que estão atuando na investigação científica, no cuidado da população e na transparência das informações sobre a pandemia, respectivamente. Vocês são a chave para o sucesso da humanidade nesta missão.

Contem conosco!