Petição online pede que os aplicativos de delivery reduzam a quantidade de itens plásticos enviados com a comida



16 Abril 2021

A Oceana lançou uma petição online para promover a redução de itens plásticos enviados nos pedidas de delivery por aplicativos, como talheres, pratos, copos, sachês, canudos e mexedores. A iniciativa faz parte da campanha #DeLivreDePlástico, liderada pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) e pela Oceana, maior organização não governamental exclusivamente dedicada à proteção dos oceanos e à pesca sustentável.

“Estamos dando voz à uma demanda dos consumidores, que querem receber seus pedidos por delivery sem plástico, mas infelizmente na maioria dos casos sequer têm essa opção”, afirma a gerente da campanha de redução de poluição marinha por plásticos da Oceana, Lara Iwanicki.

De acordo com a pesquisa “Percepções sobre o plástico entre usuários de aplicativos de delivery”, realizada pelo Ipec (Inteligência em Pesquisa e Consultoria) em março deste ano, 72% dos consumidores querem receber os pedidos sem plástico descartável. Além disso, 15% dos respondentes afirmam já terem deixado de solicitar o serviço por se sentirem incomodados pela quantidade de plásticos enviados junto com a comida.

O coordenador da campanha Mares Limpos no PNUMA, Vitor Leal Pinheiro, explica que os aplicativos são grandes vetores, fazendo a ponte entre os restaurantes e os consumidores. “Com a pandemia por covid-19, houve um crescimento drástico na demanda por entregas de refeições, aumentando também o volume de plástico descartável, que no Brasil raramente é reciclado. Os aplicativos têm responsabilidade e devem agir para reverter esse tsunami plástico”, afirma Vitor.

O Brasil, maior produtor de plásticos da América Latina, contribui com mais de 325 mil toneladas de lixo plástico para o oceano, incrementando um tipo de poluição que, além dos impactos ambientais, também traz consequências negativas para a atividade pesqueira e para o setor turístico, de acordo com o estudo Um Oceano Livre de Plástico, publicado pela Oceana em dezembro passado.

Demanda para os aplicativos

A petição demanda que os aplicativos iFood e UberEats se comprometam publicamente com a redução da entrega de plástico de acordo com as seguintes diretrizes:

1. Até 2023, 100% dos restaurantes cadastrados no aplicativo forneçam itens opcionais (talheres, canudos, guardanapos, sachês etc.) somente por demanda do usuário.

  • Até 2023, ao menos 50% dos pedidos sejam feitos e entregues sem itens opcionais de plástico descartável.
  • Até 2025, 90% dos pedidos sejam feitos e entregues sem itens opcionais de plástico descartável.

2. Até 2025, 100% dos restaurantes cadastrados no aplicativo realizem entregas em sacolas retornáveis ou livres de plástico.

  • Até 2023, 50% dos restaurantes cadastrados no aplicativo realizem entregas em sacolas retornáveis ou livres de plástico.

3. Até 2025, 100% dos restaurantes cadastrados no aplicativo ofereçam opções de embalagens livre de plástico descartável para entrega das refeições.

  • Até 2025, 80% dos pedidos sejam feitos e entregues em embalagens livres de plástico descartável. 

4. Até 2025, ao menos 30% das entregas sejam feitas com embalagens retornáveis. 

Os consumidores que quiserem apoiar a causa podem assinar a petição disponível em: Quero MEU delivery sem plástico descartável

Mais informações:

Materiais de divulgação

Clientes de iFood, UberEats e Rappi são contra uso de plástico e querem mudanças

Relatório Um Oceano Livre de Plástico