De acordo com a publicação de hoje (9 de junho) no Diário Oficial da União, apenas 10% das embarcações entregaram Mapas de Bordo (documento obrigatório a ser entregue ao término de cada viagem de pesca) sem falhas de preenchimento. Além disso, alega-se que 100% das embarcações que pediram licença operaram em áreas proibidas na safra passada. Uma embarcação apresentou ainda falhas de sinal do sistema de rastreamento por satélite de embarcações pesqueiras (PREPS), que é obrigatório para todos os barcos industriais em operação no país.

Não foram divulgados mais detalhes sobre tais irregularidades, mas a OCEANA parabeniza o MAPA pela publicação e implementação de critérios de combate à pesca ilegal.

Veja a íntegra:
http://pesquisa.in.gov.br/imprensa/jsp/visualiza/index.jsp?data=09/06/20...

A seguir:

Secretaria de Aquicultura e Pesca publica portarias sobre autorizações de pesca da tainha

Ler próximo artigo