Membros do Conselho Diretor da Oceana ganham “Prêmio Nobel” do Meio Ambiente - Oceana Brasil
Inicio / Blog / Membros do Conselho Diretor da Oceana ganham “Prêmio Nobel” do Meio Ambiente

Fevereiro 27, 2023

Membros do Conselho Diretor da Oceana ganham “Prêmio Nobel” do Meio Ambiente

Por: Oceana

O TEMA: 

Foto: Kim Bellavance/Sea Around Us

 

Os oceanos produzem 50% do oxigênio da Terra. Este ano, o Prêmio Tyler homenageia o trabalho dos cientistas Daniel Pauly e Rashid Sumaila, que protegem os “pulmões do planeta

O “Tyler Prize for Environmental Achievement” (Prêmio Tyler de Conquista Ambiental, na tradução literal), muitas vezes descrito como o “Nobel do Meio Ambiente”, foi concedido este ano a dois renomados cientistas pesqueiros: o fundador da iniciativa “Sea Around Us”, Daniel Pauly e o economista Rashid Sumaila. Ambos são membros do Conselho Diretor da Oceana.

“Como pioneiros em abordagens analíticas e plataformas de conhecimento para avaliar o estado global da pesca mundial, eles encontraram soluções viáveis, oferecendo um caminho realista aos formuladores de políticas para a gestão sustentável da pesca oceânica”, disse Julia Marton-Lefèvre, presidente do Prêmio Tyler de Conquista Ambiental. Em 27 de abril de 2023, os vencedores do prêmio farão uma apresentação pública na Universidade do Sul da Califórnia sobre seus trabalhos.

“Se não pararmos com a sobrepesca, perderemos estoques marinhos essenciais para a segurança alimentar e a biodiversidade, assim como a capacidade do oceano de regular as temperaturas globais de forma eficaz”, alerta Pauly, que esteve no Brasil em janeiro de 2019 durante os eventos Fru.to, em São Paulo (SP), e o XXIII Encontro Brasileiro de Ictiologia, realizado em Belém (PA).

Na ocasião, Pauly fez um alerta para a necessidade de reconstruir populações pesqueiras e de fortalecer instituições responsáveis pela pesca no Brasil. O cientista também defendeu que a transparência dos dados sobre a pesca é fundamental para que as políticas públicas que regem as atividades pesqueiras sejam feitas da melhor forma possível, além de possibilitar a realização de pesquisas de melhor qualidade sobre o tema.

A solução para reverter danos causados ao oceano

Colegas de longa data no Instituto dos Oceanos e da Pesca da Universidade de Colúmbia Britânica (UBC/IOF), no Canadá, os pesquisadores publicaram diversos estudos sobre pesca sustentável.

“E mais de 190 países se comprometeram com o acordo 30 × 30 na Convenção das Partes sobre Biodiversidade (COP15) em dezembro de 2022, ou seja, proteger 30% de suas terras e águas até 2030… Então, há bons sinais de avanço”, disse Sumaila.

“Mas devemos agir mais rápido. A sobrepesca intensifica emergências globais – por exemplo, mudanças climáticas, perda de biodiversidade e insegurança alimentar – principalmente para comunidades já vulneráveis, como povos indígenas e populações do Sul Global”, observou Sumaila.

O Prêmio

A presidente do Prêmio Tyler de Conquista Ambiental, Julia Marton-Lefèvre, disse que 2023 marca o 50º aniversário do prêmio e que ela tem a honra de conceder esse reconhecimento histórico a cientistas dedicados a proteger os recursos naturais para as gerações futuras.

“Nossas vidas e nossos meios de vida dependem do oceano, que cobre mais de 70% da Terra. O Comitê Executivo do Prêmio Tyler reconhece as excelentes conquistas individuais e complementares dos professores Pauly e Sumaila em relação à conservação dessa fonte global de vida”, disse ela.

Pergunte ao Dr. Pauly

Desde abril de 2022, a Oceana publica, periodicamente, em seus canais no Brasil a coluna “Pergunte ao Dr. Pauly”. Produzidos originalmente para a Oceana Magazine, os artigos do cientista versam sobre subsídios pesqueiros, impactos do plástico no oceano e como o aquecimento global afeta a pesca.

Leia o texto original publicado no site da Sea Around Us.