A Oceana organizou, durante o XIII Encontro Brasileiro de Ictiologia (EBI), um workshop que reuniu o Dr. Daniel Pauly e Dr. Michael Hirshfield, cientista-chefe da ONG, e os líderes do projeto “Subsídios Científicos para o Manejo Espacial e com Enfoque Ecossistêmico da Pesca Demersal nas regiões Sul e Sudeste do Brasil”. No encontro, foram debatidas estratégias de levantamento e sistematização de dados sobre ecossistemas marinhos e pesca nessas regiões.

“O desenvolvimento de pesquisas sobre pesca no país é chave para a elaboração de políticas públicas sólidas, baseadas em dados científicos que nos permitam proteger os ecossistemas e melhorar a eficiência pesqueira”, afirma Ademilson Zamboni, oceanógrafo e diretor geral da Oceana no Brasil.

O projeto, coordenado pelo professor Dr. José Angel Alvarez Perez, da Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI), tem como objetivo propor um modelo de ordenamento espacial da pesca demersal no Sul e Sudeste do Brasil que leve em conta aspectos ecossistêmicos como o descarte e os impactos sobre os habitats marinhos e até mesmo a eficiência energética das frotas pesqueiras.  

A iniciativa é conduzida por uma rede de renomados pesquisadores de instituições nacionais e internacionais.

O projeto subsidiará a construção de um novo modelo, a ser debatido pelo governo e sociedade civil no âmbito dos comitês permanentes de gestão (CPGs). 

A seguir:

Oceana participa do XXIII Encontro Brasileiro de Ictiologia

Ler próximo artigo